nossos dias, contados

segunda-feira, 10 de abril de 2017

"E se casamento nenhum for mais importante do que um único encontro?"

dia desses li essa frase em uma crônica da Martha e ouso dizer que nada no mundo me marcou mais. 

te encontrei.

te encontrei e vivi dias com você. fizemos o que era possível e o impossível, um sonho realizado e um sentimento guardado que nos possibilitou essa história para contar. participei da sua rotina, saímos para jantar e trocamos carinhos... a mesma mão que acalenta é a que transforma o corpo em fogo. nos cuidamos na doença e nos divertimos nas noites quentes de Fortaleza. te ajudei no seu trabalho, desabafei sobre nós, tirei fotos, fiz carinho no seu gato. conheci sua casa, seus amigos, dei boas risadas e redescobri a delícia de dormir no ombro de alguém - fazia tempo que meu corpo não se encaixava tão bem.

a verdade é que esses dias me fizeram feliz, mas por um motivo (ou muitos, ainda não sei): percebi que ainda consigo me entregar de corpo, alma e coração para alguém, por uma vida inteira ou por dias contados. era uma dúvida que me atormentava: não conseguir ser completa ao ter uma pessoa do lado. 

fui completa. 

talvez você seja o encontro mais importante do que qualquer casamento da minha vida. confesso que desconheço o rumo do futuro, ainda bem, e sei que a vida sempre surpreende (não da para seguir o planejamento, né?), então não sei se teremos outros encontros, e torço para que o sim seja a resposta para essa pergunta, mas se não tivermos, ficarei feliz por tudo que vivi, e espero que você também consiga guardar com carinho tudo que vivemos até o presente momento.

quando você me buscou no aeroporto, há anos atrás, eu soube que viveria algo bom com você, e não entendia o motivo dessa súbita certeza. hoje entendo. entendo que, de alguma forma, algo estava traçado, sem sabermos, já que a vida assim vivida, sem tantos porques, é sempre mais empolgante.  

obrigada por me receber, por ser quem é, por tudo que me ensinou e que permitiu ser ensinado. obrigada por me mostrar que ter a segurança em um sentimento é muito melhor do que tentar desvendar todos os mistérios que existem dentro dele. 

mas nem sempre essa verdade é fácil. 

hoje faz uma semana que voltei, e ainda estou me reencontrando nessa vida que é a minha. uma semana foi o suficiente para bagunçar o que eu já conhecia sobre a minha rotina, e por isso estou me readaptando a tudo que já conhecia. confesso que você me bagunça, mais do que já sou, e isso me deixa sem saber o que fazer. continuo querendo fugir para te esquecer, continuo querendo ficar para ver como será. 

as vezes é bom deitar a cabeça no travesseiro e perceber que você ainda está na minha vida, e no meu coração. mas as vezes isso me perturba, por não saber até quando e por não ter tantas respostas para as milhões de dúvidas que tenho sobre nós. eu tenho muitas possibilidades, sei disso, e sou a única que pode decidir. as vezes penso em desistir e seguir sem você, essa é sempre a opção mais fácil. mas quando me lembro que me distanciar dói mais do que ficar, entro em um conflito comigo e é difícil sair dele. 

me desculpa se eu fugir, de novo e de novo. nada é tão simples pra gente, e no meio de tanto caos eu só queria não ter que me preocupar com tudo isso. 

de qualquer forma, agradeço pelo nosso pequeno tempo, ou gigante. só você sabe a grandeza de tudo. me sinto grata - pelo universo, meu sangue, caio, deuses, por me proporcionar a história que vivi com você.

até quando a vida quiser, meu menino. e se for pra ser, será.


1 ano, vô.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

oi, vô. 

completamos 1 ano. você, de morte. eu, de saudade. estava em fortaleza quando o dia 2 começou, e confesso que fiquei afundada em uma tristeza cinza, mas ai o sol nasceu e o céu ficou azul. você precisava ver, vô! era um azul cor de mar, mas do mar mais azul que existe nesse mundo, se é que existe. digo que você precisava ver, mas sei que você viu, e sei que foi o responsável pela cor daquele dia. graças a ela, consegui colorir um pouco do meu coração e agradeci por ter te conhecido um dia. agradeci pelo amor que já recebi. 

chegamos até aqui, vô. intactos. alguns pedaços estão faltando, confesso, mas nada que afete nosso funcionamento. o tempo está passando e continuará, e a saudade um dia dará lugar somente as boas lembranças, mas até que ela tem seu lado bom, né? não sentimos saudade do que nos fez mal. 

sinto a sua falta o tempo todo, vô. falta do carinho, do beijo na testa, do café e do salário mínimo que já fui um dia, mas sigo tentando ser sempre uma boa pessoa para te dar orgulho além da vida. 

ainda te amo com todas as forças e morte nenhuma supera isso. nem a sua e muito menos a minha.


pode chorar

quinta-feira, 16 de março de 2017

vai, chora. pode chorar. no ônibus, no banheiro do trabalho, debaixo do edredom. no banho também pode. pode chorar lágrimas gordas e pode chorar sem parar. coloca pra fora tudo que te faz mal. chore por dias seguidos até tirar tudo de dentro de você, não deixe nenhum vestígio. pode chorar enquanto almoça, enquanto trabalha e enquanto lava a louça. pode engasgar ao ouvir um "tá tudo bem?". ninguém vai te julgar. mas é pra tirar tudo de dentro de você, não deixe nenhuma sobra.

você pode ficar triste durante um tempo, mas não o tempo todo. a vida é boa, lembra? e ela continuará sendo. são fases, e essa não é das melhores. coisas boas vão acontecer, daqui a pouco já é semana que vem e certos abraços podem curar tudo - cheiro de vó e colo de mãe, então, nem se fala. tá permitido chorar. por quem já foi e por quem ficou. pode chorar ao olhar a conta bancária, pode chorar de saudade e de preocupação. mas o sol nasce amanhã, e você precisa se preparar para toda a beleza que existe na vida - apesar da escuridão de agora. as coisas podem melhorar, e sempre foi assim. a vida adulta não é esse bicho de sete cabeças que não te deixa dormir a noite - é só uma fase. 

pode querer fugir, o mundo pode se tornar apertado demais pra você, mas permaneça. por você e por eles. continue tentando até tudo se resolver. fique pelos seus laços, fique por sua história e aguarde a boa fase que vai chegar - ela sempre chega. 

um vinho barato e cigarros de uma marca qualquer

quinta-feira, 9 de março de 2017

um quarto. um quarto com um barco desenhado no teto. nós dois. nós dois e um vinho barato de um mercado qualquer. cigarros. cigarros de uma marca qualquer, de um bar qualquer. eu e você, sem existir meio termo, entregues totalmente a nós. uma máquina que revela fotos na hora. fotos que nunca vamos expor, fotos que vamos guardar, fotos que irão manter a imagem de dois jovens, nos seus respectivos 24 e 23 anos, apenas nós. fotos que vamos encontrar depois de anos e anos, contendo toda a juventude de uma história que foi apenas nossa, cujas dores e alegrias partilhamos, apenas nós. rosto, corpo, colados, juntos, longe. contendo suor, contendo carinho, contendo amor. amor que pode durar, mas que também pode acabar. continuarei te guardando na área mais segura do meu coração, apesar dos anos e das possíveis mágoas. podemos continuar com o amor apesar do tempo, da idade e da distância, mas se não houver continuação, teremos lembranças. histórias, fotos e memórias. memórias nossas, e de mais ninguém, memórias contendo os dias de duas pessoas, um casal momentâneo, aproveitando a melhor parte do amor: nós. nós, um vinho barato e cigarros de uma marca qualquer, em um quarto na sua cidade, com um barco desenhado no teto. eu e você. 

te espero

quinta-feira, 2 de março de 2017

ainda não sei quando vou te ver, mas só de saber que um dia vamos nos encontrar, meu coração dispara. só de saber que um dia posso te ver de novo no aeroporto, meu coração quase para. 

já te disse que acho o nosso amor puro? tão puro quanto as águas de algumas praias da sua cidade. amor desses de filme: somos mais do que amigos, e ao mesmo tempo amantes. acho que é isso que a distância faz com os relacionamentos: transforma tudo em algo puro, pois só um sentimento assim consegue aguentar os tantos quilômetros. 

quanto te conheci jurei que era paixão impossível, amor platônico e essas coisas. mas quando descobri que era recíproco - o carinho, a admiração, o desejo e o amor - agradeci aos céus, aos mares, ao mundo. já percorremos tanto e ainda temos tanto para percorrer que só consigo me sentir ansiosa - o tipo de ansiedade que me faz perder o ar, assim como você. 

te espero, meu menino do aeroporto que com o tempo se tornou o homem dos sonhos. te espero e nos espero para que possamos viver o roteiro mais sem nexo das nossas vidas: o destino que trilhamos juntos. 


já disse que a vida é boa? então, ela é.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

a vida caminha por caminhos que não escolhemos. ainda falamos que gostaríamos de viver o que vivemos hoje no passado, sem saber que foi justamente o caminho percorrido no passado que nos trouxe até o presente momento. é uma dádiva, meus amigos. 

há anos atrás estava em uma agência atendendo o meu atual trabalho, e hoje vivo coisas que nunca imaginei viver. e quem diria que um dia estaria onde estou? não conseguiria viver nada disso se essa fosse a minha vida nos anos que já passaram, precisei aprender muitas coisas para chegar até aqui e o melhor de tudo isso é que cheguei, não importa se demorou ou não. 

sabe quando você pede uma comida e ela demora para chegar? repare: o sabor fica mil vezes melhor e mais inesquecível. a espera produz algo que é desconhecido pelas minhas palavras, mas que não passa despercebido pela minha felicidade ao conquistar o que tanto sonhei.

passo os meus dias querendo mudanças, mas quem precisa correr atrás das mudanças? eu. e se eu cheguei até aqui para viver o que vivo, foi por correr atrás. aquele e-mail que mandei, aquela foto que curti, aquela mensagem que respondi e o amor que me permiti viver. 

a vida adulta pode até ser difícil - são tantos boletos que até me sinto mal pela mãe natureza - mas ela nos oferece tantos bons ensinamentos que só não segue quem não quer. eu aprendi a me virar sozinha, aprendi que a reciprocidade é o mais importante e aprendi que dinheiro não compra tudo, realmente. não tenho salto alto e muito menos a melissa da moda, mas tenho uma coleção de momentos felizes, bons amigos que passaram por aqui e muito amor guardado para ser ainda mais distribuído. 

a vida é boa, afinal. e mais importante do que o amor por ela, é o tesão por tudo. no mais livre e claro significado da palavra. e claro, a pureza para enxergar as coisas boas no meio de tudo que nos é imposto. 

Max Ehrmann's

tudo vai dar certo na segunda-feira

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

a vida não é só trabalhar e ganhar dinheiro. 

sua vida profissional não deve ser mais importante do que a pessoal.

o amor deve ser o mais importante, e não o currículo.

tudo bem sair um pouco da reta, é importante ter história para contar. 

tudo vai dar certo no fim. 

tem dias que me sinto presa. parece que nada faz sentido, que ainda estou longe de conquistar tudo que quero e que a minha conta no banco nunca sai do vermelho. lembrar que ontem dei boas risadas com bons amigos e que me diverti enquanto o sol brilhava lá no céu é um exercício difícil de ser seguido: a vida adulta parece areia movediça. eu preciso listar mentalmente tudo que já fiz e que já conquistei para me sentir mais tranquila, mas mais importante do que isso é lembrar de todos os lugares que já conheci, todas as pessoas que ganhei ao longo do caminho e todos os sorrisos sinceros que estampei no meu rosto. dessa vida não se leva nada, já dizia Forfun, mas levamos as boas histórias para além de todas as gerações. 

permita-se sofrer na segunda-feira, mas não se esqueça que a vida é muito mais que isso. leia um livro quando chegar em casa, faça carinho no seu cachorro, ouça uma música e até chore no banho se for preciso, mas acorde com um sorriso no rosto amanhã. é um ciclo, e você é mais forte do que isso.

espere pelo bem que ele vem. 


Made With Love By The Dutch Lady Designs